10 abril 2006

A importâncias das normas abertas

Li no NewsForge um excelente artigo sobre a importância da normas abertas. Tina Gasperson escreve sobre uma sessão no Governement Day que ocorreu durante o Linux World em Boston, e sobre como foi levantada a questão.

Foi usada uma parábola. Uma hipotética "comida mágica" alimentaria qualquer pessoa durante um ano, e a primeira dose custaria 1 apenas dólar. Milagre ! A resolução da forme no mundo! Tinha um efeito secundário - tornar qualquer outro alimento venenoso - mas isso era realmente secundário, não?
Até chegar o preço da "comida mágica" no segundo ano....Aí a dependência do fornecedor já estava criada, e o preço passou a a ser o que ele quisesse.
O problema é criar a dependência.

A criação e utilização de normas abertas evita a dependência. Convém no entanto explicar o que se entende por normas abertas. São aquelas que são:
  • independentes da plataforma - hardware e software
  • desenvolvidas em cooperação
  • neutrais em relação aos fornecedores
  • independentes de propriedade intelectual
As normas abertas não impedem a inovação. Apenas impedem a dependência.

6 comentários:

Anónimo disse...

Para uma excelente análise do que é um standard aberto, e a ilustração da aplicação disso ao Open Document, ver: Is ODF an Open Standard? ~ by David A. Wheeler

jneves disse...

PS: Parece que a identificação se perde quando carrego em visualizar (ou será dos cookies ou do javascript desligado?).

Anónimo disse...

Esqueci-me de dizer que, infelizmente, podemos ver hoje em dia os efeitos desse cenário de "comida mágica". Procurem no google por "nestle powdered milk africa".

O esquema é simples, e é o descrito neste cenário: A Nestlé oferece leite em pó às mães de recém-nascidos, normalmente o necessário para um mês. As mães que o usam, acabam por ficar sem leite materno (sem utilização, o corpo deixa de produzir o leite), ficando, a partir desse momento dependentes do leite em pó (já pago) para assegurar a sobrevivência do seu filho. Penso que não é preciso dizer mais nada...

jneves disse...

PS: O comentário acima é meu. Com o javascript desligado, carregar no botão de visualizar perde a identificação do utilizador. Já consigo reproduzir (como se nota...).

Anónimo disse...

Great site loved it alot, will come back and visit again.
»

Anónimo disse...

I like it! Keep up the good work. Thanks for sharing this wonderful site with us.
»