29 junho 2007

Dia do Software Livre na Escola


A Equipa Multidisciplinar CRIE do Ministério da Educação realiza no próximo dia 5 de Julho, quinta-feira, o Dia do Software Livre na Escola. Estas jornadas vão-se realizar entre as 9:00 e as 17:45 no Auditório da Escola Secundária de Palmela, em colaboração com o Centro de Competência Arrábida.

Creio que nada conseguiria descrever melhor o espírito do evento que transcrever o seu "Propósito"

Software Livre na Educação


Um percurso

O Ministério da Educação ciente da importância crescente da utilização do software livre no ensino e na sociedade, tem vindo a promover a sua utilização nas escolas, impulsionando desde 2004 o uso do Software Livre na Escola. O primeiro e efectivo passo, foi dado com a instalação do Linux (Caixa Mágica) nas salas TIC e a sua leccionação na disciplina TIC dos 9.º e 10.º anos de escolaridade.

A Equipa CRIE (Computadores, Redes e Internet nas Escolas), desde a sua criação e em consonância com o programa governamental “Ligar Portugal”, deu continuidade a esta linha de acção através de vários eixos de trabalho. De referir, entre outras iniciativas, a instalação nas Salas TIC do Alinex, o dual boot nos portáteis da “Iniciativa Escolas, Professores e Computadores Portáteis”, a utilização generalizada da plataforma Moodle na formação e na Escola e, por último, a distribuição de um CD com software livre para Windows.

A utilização do Software Livre é promovida a nível europeu pela Comissão Europeia e em Portugal pela Assembleia da República e pelo Governo:

• A iniciativa da Comissão Europeia eEurope 2005:” An Information Society for all” é suportada num Plano de Acção (Junho de 2002). Um dos seus tópicos é dedicado ao Software Livre, e nele é assumido que a Comissão Europeia e os Estados Membros promoverão uma maior utilização de software livre no sector público; • Através da Resolução da Assembleia da República n.º 66/2004 é recomendado ao Governo a tomada de medidas com vista ao desenvolvimento do Software Livre em Portugal; • Mais recentemente, o capítulo I do Programa do XVII Governo Constitucional, no seu ponto II – UM PLANO TECNOLÓGICO PARA UMA AGENDA DE CRESCIMENTO, enuncia como uma das medidas de Mobilização de Portugal para a Sociedade da Informação, a promoção de sistemas operativos não proprietários “open source” sempre que apropriado.

É neste contexto e na continuidade do seu trabalho, que a CRIE e o Centro de Competência Arrábida levam a efeito este “Dia do Software Livre na Escola”.

Os debates prometem...

10.00 - "Software Livre"
Moderador: José Victor Pedroso (CRIE)
Plano Tecnológico - Carlos Zorrinho
Ministério da Educação - João Correia de Freitas
Extremadura Espanhola - Vicente Parejo

11.30 - Painel: “Software Livre na Educação”
Moderador: Jorge Borges (CRIE)
Universidade de Évora - Luís Arriaga
ANSOL – João Miguel Neves
Centro de Competência Beira Interior – João Carlos Antunes
Representante da European Schoolnet - Karl Sarnow

15.45 - Painel: Utilização Educativa de software livre
Moderador: António Canhão (CC Arrábida)
Terminais Leves (Escola Secundária de Palmela) - Paulo Chouriço
Moodle nas Escolas (Escola Secundária de Albufeira) – Carlos Machado Nunes
Software Livre na educação artística (Escola Secundária Soares dos Reis) - Alexandre Martins
Relatos de experiência (Escola Secundária com 3º Ciclo Dr. Mário Sacramento) - Sérgio Ramos
Relatos de experiência (Agrupamento de Escolas Padre Vitor Milícias) - Artur Jorge Santos
Estudo sobre “Software Livre na Escola” – (SACAUSEF/ Univ. de Évora) - José Luís Ramos e Vítor Teodoro.

5 comentários:

madskaddie disse...

Será que dá para gravar os debates em Palmela

pvilela disse...

Segundo percebi vão transmiti-los ao vivo na Internet.

Pode pedir ao CRIE para gravar, enviando-lhes uma mail para :
info@crie.min.edu.pt

pvilela disse...

Perdão, o mail é
info@crie.min-edu.pt

pedro mg disse...

Paulo,

acabei de tentar ver o video, com a minha esposa (professora, utilizadora de Linux c/ OpenOffice e moodle) e... aparentemente o video está num formato proprietário.

Contacto o CRIE ?

pvilela disse...

Boa tarde

Ainda não tinha reparado. Sim, sem dúvida. De preferência num tom didáctico, indicando alternativas